Restrições, regras e requisitos para o turismo na Tailândia durante a pandemia

Novas regras e requisitos para entrar na Tailândia após o pico de casos da nova variante Ômicron no mundo.

A Tailândia vinha flexibilizando bastante as regras e requisitos para o turismo no país. Para isso, a Tailândia tinha criado alguns programas que liberavam a entrada dos turistas sem quarentena no hotel, ou sem nenhum tipo de quarentena no país.

Porém, devido ao atual pico de casos da nova variante Ômicron no mundo, a Tailândia suspendeu alguns desses programas, pelo menos de forma parcial.

Com as novas atualizações e suspensões de alguns programas, as regras e requisitos de entrada podem parecer ainda mais confusas. Sendo assim, detalhamos nesse artigo todas as atuais possíveis formas de se entrar na Tailândia e as suas respectivas regras.

Entretanto, para compreender em detalhes as atuais regras durante esse período em que vivemos esse pico de casos causados pela nova variante Ômicron, é importante entender como funcionavam os programas que a Tailândia tinha criado para flexibilizar o turismo.

Importante!

A Phi Phi Brazuca tem uma agência brasileira na Tailândia, com sede em Koh Phi Phi, com brasileiros sempre presentes para atendê-lo(a).

Organizamos os passeios turísticos pelo país (incluindo passeios com guia em português) e damos suporte aos brasileiros que planejam vir à Tailândia.

Entre em contato caso precise de qualquer tipo de informação ou ajuda. Será um prazer ajudar!

Conheça as opções de passeios pela Tailândia

Regras e requisitos para entrar na Tailândia antes da nova variante Ômicron.

Para facilitar e incentivar o turismo no país, a Tailândia criou dois programas por onde os turistas podem entrar no país sem a quarentena no hotel; programa Test & Go e programa Sandbox. Além destes dois programas, a Tailândia liberava a entrada de turistas não vacinados através da quarentena no hotel.

Sempre que novidades ou atualizações forem divulgadas, atualizaremos a todos em nosso Instagram. Nos acompanhe para se manter informado.

Programa Test & Go:

O programa Test & Go, criado em novembro de 2021, estava liberado para países considerados de baixo risco. Existia uma lista com 63 países nessa lista.

No programa Test & Go, o turista realiza um teste de RT-PCR na chegada à Tailândia. Após realizar o teste, o turista deveria esperar o resultado dentro do quarto do hotel. Com o resultado negativo, o turista fica liberado para seguir viagem para onde quiser na Tailândia.

O Brasil ainda não constava nessa lista. A expectativa era que, devido a situação do Brasil, o país pudesse entrar nessa lista bem em breve (o governo da Tailândia tinha dito que a lista iria aumentar em dezembro e estaria bem extensa até janeiro de 2022). Porém, com o pico de casos causados pela nova variante, o programa Test & Go foi suspenso e a lista não foi mais atualizada até o momento.

lista de países que não prceisam fazer quarentena e compoucas restrições na Tailândia
Lista de países de baixo risco

Programa Sandbox

O programa Sandbox, disponíveis para os países que não estavam na lista de baixo risco, consiste em liberar a entrada do turista na Tailândia sem a necessidade de quarentena no hotel. Entretanto, o turista, ao entrar na Tailândia, deverá ficar os 7 primeiros dias na mesma região.

No programa Sandbox, o turista espera no quarto do hotel pelo resultado do exame feito no aeroporto e, após o resultado negativo, fica livre para curtir a região/província. É permitido se locomover normalmente e fazer os passeios pela região e, após o sétimo dia, o turista fica liberado para seguir viagem para onde quiser.

Antes das atualizações nas regras do turismo, causadas pelo aumento de casos no mundo relacionados à Ômicron, existiam 17 regiões onde estavam liberado o programa Sandbox. O turista podia ficar 7 dias (livres) em uma destas regiões.

No atual momento, 4 províncias estão liberadas para o programa Sandbox: Phuket, Krabi, Surat Thani e Phang-Nga.

lista com as províncias liberadas para o programa Sandbox na Tailândia
Províncias liberadas para o programa Sandbox

Novas regras e requisitos para o turismo na Tailândia após a nova variante Ômicron

No dia 22 de dezembro, devido ao aumento de casos da nova variante Ômicron pelo mundo, a Tailândia suspendeu o programa Test & Go e manteve apenas o Programa Sandbox nas regiões de Phuket, Krabi (onde fica a ilha de Koh Phi Phi), Surat Thani e Phang-Nga.

À principio, as supensões foram anunciadas até o dia 4 de janeiro, quando teria uma reunião para discutir se as suspensões seriam mantidas ou revogadas. Após a reunião, a Tailândia manteve as supensões até segunda ordem, para que novas decisões possam ser tomadas de acordo com o desenrolar e com as consequências da pandemia com a nova variante.

Sendo assim, existem duas maneiras de se entrar na Tailândia hoje:

  • Programa Sandbox nas regiões de Phuket, Krabi, Surat Thani e Phang-Nga (sem quarentena no hotel).
  • Quarentena no hotel: quem entrar na Tailândia por outras regiões deverá fazer quarentena no hotel, até que se tenham novas atualizações.

Programa Sandbox:

Como dito anteriormente, no programa Sandbox, o turista não precisa de quarentena no hotel. O viajante fica livre para aproveitar a região em que se encontra pelos 7 primeiros dias, se locomover e fazer os passeios normalmente. Após os 7 primeiros dias, o turistas pode se locomover livremente dentro da Tailândia, ficando quantos dias desejar em cada região que for.

Com a suspensão de alguns destinos para o programas Sandbox, na data de hoje é possível fazer o programa Sandbox nas 4 províncias já citadas. Vamos explicar como funciona o Sandbox nas 3 regiões mais populares: Phuket, Krabi e Surat Thani.

Sandbox em Phuket

Phuket é a maior ilha da Tailândia e conta com um aeroporto com grande estrutura e com opções de voos entrando no país diretamente pela ilha de Phuket.

Para fazer o Sandbox em Phuket é necessário que o voo para a Tailândia entre no país pela ilha de Phuket. Não é permitido, nesse momento, entrar em Bangkok, desembarcar da aeronave e pegar uma conexão para Phuket.

Na chegada ao aeroporto, o turista deve realizar um teste de RT-PCR e seguir para o quarto do hotel para esperar o resultado. Após o resultado negativo, o turista está livre para curtir a ilha durante os 7 dias e fazer os passeios por lá.

Os passeios mais tradicionais da ilha de Phuket são: Similan Island, James Bond Island e Coral & Racha. Além dos passeios de barco, uma boa opção é alugar uma moto para curtir as praias que se tem na própria ilha de Phuket.

Lembrando que a Phi Phi Brazuca organiza os passeios na ilha de Phuket.

No 5/6º dia o turista deverá realizar outro exame RT-PCR e, após completar os 7 dias em Phuket, é possível se locomover para onde desejar na Tailândia.

Aqui é possível visualizar uma lista com os hotéis disponíveis para o Sandbox em Phuket.

Sandbox em Krabi

Krabi é umas das regiões mais populares para os turistas, em especial entre os brasileiros. Na província de Krabi se encontram as regiões de Railay Beach, Ao Nang e a tradicional ilha de Koh Phi Phi.

Para fazer o Sandbox em Krabi, existem duas maneiras: entrar na Tailândia pelo aeroporto de Krabi (raras opções de voo) ou entrar pelo aeroporto de Phuket, realizar o exame RT-PCR e, em seguida, pegar um transporte privado para Krabi. Se for para a região continental de Krabi (Ao Nang ou Railay Beach), o turista deve pegar um transporte terrestre. Caso for direto para a ilha de Koh Phi Phi, deve pegar um barco privado até a ilha.

Nesse momento, não é possível entrar na Tailândia por Bangkok, desembarcar da aeronave e pegar uma conexão para a região de Krabi.

Está liberado para o Sandbox na província de Krabi se hospedar em até 2 hotéis na região durante os 7 dias. Sendo assim, é possível “quebrar” os 7 dias entre a região continental (Ao Nang ou Railay) e a ilha de Koh Phi Phi.

Como um barco privado para Phi Phi fica muito caro, o mais recomendável seria pegar um transporte terrestre até o primeiro hotel em Ao Nang ou Railay (à escolha do turista) e após o período de hospedagem nessa região se deslocar para Phi Phi (por uma balsa ou lancha compartilhada) para ficar os outros dias.

O transporte de Phuket para Krabi deve ser organizado pelo primeiro hotel em que o turista irá se hospedar na província de Krabi.

Recomendamos sempre contactar os hotéis para o período Sandbox antes de fazer a reserva. Os hotéis com selo SHA+ ou SHA extra + são autorizados à receber os turistas para esse período Sandbox. Porém, alguns deles não estão aceitando hóspedes para o Sandbox.

Confira aqui as opções de passeios da Phi Phi Brazuca na ilha de Koh Phi Phi.

Confira aqui as opções de passeios da Phi Phi Brazuca na região central de Krabi (Ao Nang e Railay).

No 5/6º dia o turista deverá realizar outro exame RT-PCR e, após completar os 7 dias na região de Krabi, é possível se locomover para onde desejar na Tailândia.

Aqui é possível visualizar uma lista com os hotéis disponíveis para o Sandbox em Krabi.

Caio travels sentado em uma lancha em Pileh Lagoon em Koh Phi Phi
Caio Travels durante passeio com a Phi Phi Brazuca em Koh Phi Phi

Sandbox em Surat Thani (Koh Samui, Koh Phangan, Koh Tao)

A região de Surat Thani compreende as 3 ilhas que ficam no lado leste da Tailândia: as ilhas de Samui, Koh Tao e Koh Phangan.

Koh Samui é uma ilha grande e tem um aeroporto. Para fazer o Sanbox nessa região é necessário que o voo entre na Tailândia pelo aeroporto de Koh Samui, ou então, nesse caso, existe uma exceção para conexão em Bangkok, mas com condições bem específicas; é preciso que os dois voos (de entrada no país e de ida para Samui) estejam no mesmo ticket e que, o voo para Koh Samui, seja com a Bangkok Airways e com uma das seguintes numerações: PG5125, PG5151 ou PG5171.

Da mesma forma que em Krabi, no Sandbox nessa região é possível “quebrar” os 7 dias em 2 hotéis diferentes. Porém, nesse caso, pelo menos a primeira noite deve ser reservada em Koh Samui, onde o turista deve esperar pelo resultado do exame feito no aeroporto. Após o primeiro dia, o turista fica liberado para seguir para as outras duas ilhas para completar os 7 dias, caso queria.

No 5/6º dia o turista deverá realizar outro exame RT-PCR e, após completar os 7 dias na região, é possível se locomover para onde desejar na Tailândia.

Aqui é possível visualizar uma lista com os hotéis disponíveis para o Sandbox nessa região.

Quarentena no hotel:

No atual momento, com a suspenção do programa Test & Go e dos programas Sandbox para alguns destinos, quem entrar na Tailândia pelas regiões que não as destacadas nos programas Sandbox acima tem de fazer quarentena no hotel.

Isso inclui a região de Bangkok. Como Bangkok Sandbox está suspenso, quem entrar por Bangkok e desembarcar por lá, enquanto a Tailândia manter o Sandbox suspenso em Bangkok, tem de fazer a quarentena no hotel.

A quarentena para vacinados é de 7 dias no hotel e para não vacinados é de 10 dias.

Faça parte dos nossos grupos de viagem para trocar dicas, tirar dúvidas e conhecer a galera Brazuca que está vindo para a Tailândia


Nos acompanhe pelo Instagram e Facebook para pegar todas as dicas e saber tudo sobre a Tailândia!

Requisitos para a entrada de turistas na Tailândia

  • Passagem de ida e volta
  • Passaporte com validade de pelo menos 6 meses.
  • Certificado da vacina em inglês (última dose precisa ser tomada pelo menos 14 dias antes da viagem – crianças menores de 12, acompanhadas dos pais, não precisa da vacina). Quem não tiver vacinado, terá de fazer 10 dias de quarentena no hotel
  • Hospedagem reservada para os 7 primeiros dias (o hotel deverá enviar um documento confirmando a reserva e pagamento). Não pode ser qualquer hotel. O hotel deve ter um selo SHA+ (Sandbox) ou AQ (quarentena no hotel).
  • Seguro saúde que cubra 50.000 dólares de despesa de COVID (o seguro precisa cobrir todo o período da viagem). Deve estar explícito na apólice do seguro que ele cobre gastos de covid!
  • Exame RT-PCR 72h antes da viagem.
  • Exame RT-PCR no momento da chegada e antes do sétimo dia.
  • Para quem vem do Brasil, especificamente, é preciso também apresentar o certificado internacional de febre amarela na chegada à Tailândia.

Thailand Pass:

No atual momento, antes de vir à Tailândia é preciso solicitar o Thailand Pass. O Thailand Pass é uma autorização que o turista recebe para entrar no país. Somente após esse certificado aprovado é que é possível viajar para a Tailândia.

A ideia do Thailand Pass é garantir que o turista cumprirá com todos os requisitos exigidos para entrar no país.

O seguro saúde e a reserva da hospedagem dos 7 primeiros dias precisam estar reservadas para a aplicação do Thailand Pass.

Para quem aplicar o Thailand Pass por Krabi, além da comprovação da reserva dos 7 dias em pelo menos 2 hotéis SHA+, deverá comprovar também a reserva do transporte de Phuket até Krabi.

Quanto à reserva dos teste de RT-PCR que devem ser realizados na chegada à Tailândia e antes do sétimo dia, depende do programa por qual vai entrar no país. Caso entre pelo programa Sandbox, os testes devem ser reservados online (o site para a reserva consta no artigo que escrevemos sobre como aplicar o Thailand Pass). Para quem entrar fazendo quarentena no hotel, os testes estarão inclusos no pacote fechado junto ao hotel da quarentena.

Lembrando que o seguro não pode ser qualquer um, precisa estar explícito que cobre 50K dólares de gastos de COVID. Os hotéis precisam ser hotéis credenciados à receberem turistas nesse momento, de acordo com o tipo de estadia que irá reservar (Sandbox ou quarentena no hotel). Existem diversas opções para os dois programas.

O certificado internacional da febra amarela, para quem vem do Brasil, não é necessário no momento da aplicação do Thailand Pass. O certificado deverá ser apresentado no momento da chegada ao país.

O governo da Tailândia pede para que a aplicação do Thailand Pass seja feita pelo menos 7 dias antes da viagem, porém, recomendamos fazer com uma antecedência maior, para não ficar com prazo apertado, apesar que costumam aprovar mais rápido quando estiver próximo à data da viagem.

>>> Confira aqui um tutorial com o passo a passo de como aplicar o Thailand Pass.

Seguro Saúde para os requisitos exigidos pela Tailândia

A Tailândia exige um seguro saúde que cubra 50 mil dólares em despesas médicas, incluindo despesas de COVID. Nem sempre é fácil achar um seguro que cubra essa determinação específica de cobertura de COVID, e caso faça uma cotação de um seguro no Brasil, nessas condições, o seguro costuma ficar caro.

Essa é uma das perguntas que mais recebemos; a recomendação de um seguro saúde. Existem algumas empresas tailandesas que fizeram o seguro próprio para as exigências da Tailândia no momento. Esses seguros costumam ficar mais baratos e são sempre aceitos na hora de aplicar o Thailand Pass, além de oferecem um bom atendimento, caso seja preciso usá-lo por aqui.

Dentre as opções, temos recomendado o Luma Thailand Pass (clique aqui para contratar o seguro). Para quem vem do Brasil tem ficado a opção mais em conta, além de cobrir os casos sintomáticos e assintomáticos.

Ao clicar no link acima, você deverá colocar a data da viagem e o país de partida. Em seguida, irão aparecer as opções de planos para contratar. A primeira opção, a mais barata (Lite Plan), é suficiente para as atuais exigências. Após fechar o seguro vai receber no e-mail a apólice e o certificado. Para a aplicação do Thailand Pass será necessário o número da apólice e fazer o upload do certificado, apenas.

Restrições para controlar a COVID na Tailândia

Como qualquer país, a Tailândia tem as suas restrições internas com o objetivo de controlar a transmissão da COVID. O país sempre foi um pouco rigoroso nesse quesito e conseguiu controlar bem a pandemia, comparado com outros países.

Cada província do país pode ter suas exigências para liberar a entrada naquela região. Normalmente, as províncias exigem apenas o comprovante de vacina para a entrada dos turistas.

Nas províncias que já foram abertas para o Sandbox, já não existe mais limite de horário para os estabelecimentos fecharem. Porém, há limitação e restrição quanto à venda de bebida alcoólica em algumas regiões. Devido ao pico de casos causados pela nova variante, ficou determinado que o horário limite para a venda de bebidas alcóolicas pelos bares será até as 9 pm, por enquanto. Em algumas regiões o controle é mais rígido, em outras, pode ser mais flexível.

É importante dizer também que, caso o turista contraia a COVID durante a viajem, ele precisa ser internado em um hospital até que possa testar negativo para a doença. Os custos do hospital deverão ser pagos pelo seguro de saúde contratado.

Expectativa para a Tailândia voltar a flexibilizar as regras para o turismo.

diversos frascos de vacina para covid

Como dito no início do artigo, a Tailândia vinha flexibilizando às regras de forma muita rápida. 63 países já estavam na lista de baixo risco e os turistas precisavam apenas testar negativo na chegada para estarem liberados a se locomover para onde quiserem. A expectativa era para que o Brasil entrasse nessa lista já em dezembro.

Não é de interesse da Tailândia fechar para o turismo nesse momento. A Tailândia precisa muito da volta do turismo. Por esse motivo, mesmo suspendendo o programa Test & Go e alguns destinos do Sandbox, a Tailândia manteve o Sandbox nas principais ilhas como forma de garantir que o turismo possa continuar, mesmo que em menor volume.

Entretanto, a Tailândia, assim como toda a Ásia, é rigorosa quanto à questão da COVID, e o pico de casos causados pela nova variante está bem alto realmente.

É impossível para nós, nesse momento, afirmar quando a Tailândia poderia remover as suspensões e continuar as flexibilizações novamente. Tudo depende do desenrolar da pandemia. Ficamos na expectativa que, da mesma forma que os casos desta nova variante cresceram de forma tão rápida, possam começar a cair em breve para a Tailândia voltar a flexibilizar as suas regras.

Continuamos mantendo o pensamento positivo e esperando a todos por aqui!


Esperamos ter ajudado com as informações que estava procurando. Caso ainda tenha dúvidas ou necessite de qualquer ajuda ou informação, entre em contato.

Caso queira conversar sobre os passeios, é só nos mandar uma mensagem também!

Compartilhe com um amigo

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook

Passeios pela Tailândia

Saiba mais sobre as diversas opções de passeios para conhecer o paraíso que é a Tailândia no melhor estilo possível!

4 respostas

  1. Boas notícias, pelo ao menos está em processo de abertura para o turismo.

  2. Sim. O processo de abertura e flexibilização começou a acelerar bastante. As expectativas para os próximos meses são boas!

  3. Estou tendo dificuldades na aplicação do Thai Pass… Está sendo rejeitado e não falam o motivo :/

  4. Oi Welinthon, nos envie uma mensagem no privado que ajudamos você!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.